VI CONGRESSO DA ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE ANTROPOLOGIA “FUTUROSDISPUTADOS” (COIMBRA, 2-4 JUNHO 2016)

O próximo congresso da Associação Portuguesa de Antropologia continua o debate sobre os mundos que habitamos, criamos e diferenciamos. O conhecimento das suas pluralidades guia a disciplina há mais de cem anos, em cenários sempre renovados e imprevistos; persiste e levanta novos desafios no quadro contemporâneo de um antropoceno (ou na sua versão mais radical, capitoloceno) indefinido em termos de responsabilidades decisivas sobre o devir colectivo de humanos e não humanos. Enquanto os poderes políticos públicos privilegiam escalas de conhecimento macrossociais reveladas por estatísticas e quadros analíticos normativistas e normalizadores, propomos contrapor e acrescentar o conhecimento que aprendemos com a etnografia e a antropologia, mais próximo da escala da experiência vivida, dando atenção às vozes, corpos, desejos, subjectividades, comunidades, identidades, na ansiedade dos passados, presentes e futuros próximos, perante a incompletude das grandes narrativas ideológicas. Apelamos à contribuição de todos, profissionais, académicos, estudantes, neste amplo debate e reflexão sobre o mundo contemporâneo e os seus possíveis futuros.

Até 15 de Setembro de 2015 está aberta a chamada para painéis nos seguintes eixos temáticos:
– Memória e Património
– Ambiente e Natureza
– Mobilidades
– Transnacionalismo e globalização
– Corpo e Saúde
– Religião
– Perspectivas críticas sobre desenvolvimento e cooperação
– Direitos Humanos e Diversidade Cultural
– Práticas e Metodologias
– Género e Parentesco
– Economia, empresas e futuro
– Materialidades e Consumos
– Ontologias múltiplas
– Fronteiras da Biologia e Genética
– Imagens e Culturas Visuais

Indicações para os coordenadores de painéis:
– As propostas deverão ser enviadas para o correio electrónico
congresso@apantropologia.org “>congresso@apantropologia.org , contendo o nome e filiação institucional dos proponentes, o título do painel, um resumo curto (50 palavras) e um resumo longo (200 palavras).
– Cada painel poderá ter até dois proponentes.
– Cada painel poderá ter uma ou duas sessões de três a cinco comunicações cada.
– Cada proponente pode apresentar apenas uma proposta de painel, podendo ser co-proponente num segundo.

Os coordenadores dos painéis são responsáveis pelas seguintes tarefas:
– Seleccionar as comunicações aceites no respectivo painel;
– Comunicar aos candidatos a aceitação/rejeição das suas propostas de comunicação dentro da data estipulada (a anunciar brevemente);
– Solicitar aos autores das comunicações aceites a informação completa para a sua inscrição e participação no congresso (filiação institucional, resumo, pagamento da inscrição, etc.).
– Enviar a lista de participantes do painel que coordenam ao secretariado do congresso (que a remeterá à Comissão Executiva e Comissão Científica);
– Organizar o programa final do respectivo painel (ordem de apresentação, distribuição do tempo, moderação, etc.).
– Pedir informação aos participantes e informar a Comissão Executiva sobre requisitos audiovisuais (colunas, DVD, etc.), informáticos necessários.
– Avisar os candidatos dos prazos de pagamento de inscrição no congresso e de que o incumprimento pode implicar a não-aceitação das comunicações no painel.

Os critérios de selecção dos painéis são os seguintes:
a) Conformidade com as regras (ver acima as ‘Indicações para os coordenadores de painéis’);
b) Clareza, coesão e rigor académico.

Outras informações relativas à organização do Congresso serão actualizadas na página
http://www.apantropologia.org/category/historico/congressos/

Anuncios
Esta entrada fue publicada en Congresos y jornadas. Guarda el enlace permanente.